AdSense

Grepolis

domingo, 18 de agosto de 2013

Monitoramento Digital

Nosso objetivo é oferecer o melhor em segurança digital.

Tenha sua residência ou comercio sempre monitorado para inibir a ação de vândalos e criminosos.

Trabalhamos com equipamentos de ótima qualidade!


Após uma avaliação no local, indicamos as melhores opções de equipamentos para melhor atender suas necessidades.


Damos toda orientação de como usar os equipamentos e também manutenção dos equipamentos que instalamos.


Celular: (11) 9 8642-4603 (Tim) Marcos
E-mail: contatos@cmcdesigndigital.com.br

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Como Rootear Defy Mini XT 320

OBS: 
- Não me responsabilizo pelo uso errado do tutorial.

Programas necessários:
- RSD Lite: Download Aqui
- Rom/Firmware Orange Spain: TNBST_4_0A.1F.0ERPS_flex_WE_Orange_Spain  ( Tem Linguagem em Português/Brasil )
- Pack Root: Download Aqui
- Drivers Motorola: Download Aqui

- Rom Retail BR XT320 ( Não tem fastboot ): TNBST_4_07.26.1FRPS_flex_LATAM_RTL_v20_1114_NOAPR_sec_20121114

- Dica do Mauro Zyl ( GSMFans ): Rom da vivo que já vem com fastboot TNBST_4_07.1D.20RPS_flex_LATAM_VIVO

- Dica do alinasan ( GSMFans ): Rom da tim que já vem com fastboot TNBST_4_07.1D.21RPS_flex_LATAM_TIM

Senha Rom/Firmware: mod2xtreme.com

Vamos aos passos:

Vamos ter que dar flash com a nova Rom com acesso ao fastboot. :D

- Master Reset:

1º Desligue o aparelho,retire chip e cartão sd.
2º Ligue o aparelho apertando os botões : POWER + VOL CIMA + VOL BAIXO para entrar no modo Recovery.
3º Vai aparecer uma tela com uma caixa e uma setinha saindo e o bonequinho do android,aperte o botão POWER e usando as teclas de volume para navegar e a tecla da camera para selecionar vá até a opção “wipe data/factory reset” selecione-a e vá em seguida até a opção “YES”, terminado ele voltará até o Recovery.
4º Ainda no modo recovery vá até a opção “wipe cache partition” e selecione.
5º Vá em “Reboot Systen Now” e espere o celular reiniciar.

"Assim que ele abrir a tela inicial de configuração, você já pode desligar o celular novamente, não plugue o cabo de dados ainda."

- Flasheando o Defy Mini:

1º Abra o RSD Lite,pegue o aparelho e ligue-o apertando os botões POWER + VOL BAIXO + CAMERA para entrar no Flash Mode.
2º Conecteo o defy no computador,estraia a Rom/Firmware e no RSD Lite vá até um botão representado por 3 pontinhos e selecione a TNBST_4_0A.1F.0ERPS_flex_WE_Orange_Spain.sbf.
3º Depois clique em START e aguarde o tempo que for necessário :P.
OBS: Só desconecte o aparelho do computador após o RSD Lite indicar finished no local onde indicava o progresso.

- Rooteando o Defy Mini:

1º Formate seu cartão sd e copie o update.zip do Pack Root para o cartão e coloque-o no aparelho.
2º Ligue o Defy coloque-o em modo de depuração e conecte-o ao computador.
3º Abra o cmd na pasta do pack ( segurando a tecla shift e clicando com o botão direito do mouse dentro da pasta,navegando até a opção "abrir janela de comando aqui" ) e faça o comando "adb reboot-bootloader" o defy vai reiniciar e abrir no modo fastboot não mexa,com o cmd ainda aberto faça o comando "fastboot boot recovery.img"
4º Veja que a tela no defy mudou após o segundo comando,vá até ele navegue até a segunda opção e usando o botão POWER selecione-a.
5º Na nova tela selecione apply /sdcard/update,selecione yes e pronto  :D
6º volte utilizando o botão voltar do Defy e selecione reboot system now e depois - Yes Fix Root

- Conseguindo Fastboot na Rom Brasil:

OBS:A Rom Retail Brasil do XT320 se encontra no inicio do post.

1 - Pressionando os botões de volume para baixo e o botão da camera conecte-o no pc sem a bateria,não os solte e apenas encoste a bateria para entrar no modo flash, depois que entrar no modo flash tire a bateria e solte os botões.
2 - Abra o RSD Lite,carregue a Rom Orange Spain.
3 - Aperte Start e fique bastante atento ao visor do seu XT320 quando aparecer modem code,desconecte rapidamente o cabo usb do computador.
4 - Se você fez tudo certo seu XT320 agora está pronto para rootear,siga os passos acima de como rootear o aparelho.



Creditos: - xda-developers disponibilizou o Pack de Root -

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Windows 8.1 Enterprise já está disponível para download

Versão Preview da primeira grande atualização do SO da Microsoft já pode ser baixada.

Por Wikerson Landim em 31 de Julho de 2013
Windows 8.1 Enterprise já está disponível para download 
(Fonte da imagem: Reprodução/Verekia)



A Microsoft anunciou nesta semana que o Windows 8.1 Enterprise já está disponível para download, permitindo que os clientes da empresa já possam testar as atualizações do SO em seus respectivos ambientes. A versão disponível ainda está em fase Preview.
Segundo informações da empresa, o Windows 8.1 traz novos recursos voltados para a mobilidade, a segurança, o gerenciamento e a virtualização das corporações. Para ter acesso à mais nova versão do SO, basta clicar neste link.
Juntamente com o lançamento, a Microsoft confirmou ainda a política de suporte para o software. Ela deve seguir as mesmas diretrizes do Windows 8, colocando um fim ao ciclo de vida do sistema operacional em 10 de janeiro de 2023.
Além disso, a companhia de Redmond fez um novo alerta para os usuários de Windows XP com relação ao término do período de suporte, que deve acontecer em abril de 2014. Estima-se hoje que pelo menos 30% dos clientes entre pequenas e médias empresas ainda possuam pessoas com esta versão dos SO.




Fonte: Microsoft

Android 4.3 chega às versões "puras" do HTC One e do Galaxy S4

Atualização já está disponível para quem comprou a Google Play Edition dos aparelhos.

Por Lucas Karasinski em 3 de Agosto de 2013
Android 4.3 chega às versões
Android 4.3 chega a dois novos aparelhos (Fonte da imagem: Reprodução/Arstechnica)




Na semana passada a Google anunciou a chegada do Android 4.3 para os aparelhos Nexus de última geração, como o tablet Nexus 7 e o smartphone Nexus 4.
Quando todo mundo já se perguntava quando é que a atualização sairia também para os outros aparelhos, eis que novidades também começaram a surgir.
O download da atualização para o Jelly Bean 4.3 foi liberada para o HTC One e também para o Galaxy S4 em suas versões vendidas com o Android puro e que trazem a alcunha Google Play Edition. Um detalhe que chamou a atenção de algumas pessoas é o fato de que a atualização do Galaxy S4 pesa 150 megabytes, enquanto que a do HTC One é maior, baixando mais de 180 MB para o aparelho.
Agora, resta saber também quando é que as fabricantes vão disponibilizar a atualização para os demais gadgets. Vale lembrar que já há gente reclamando da atualização. Como informamos aqui, várias pessoas que realizaram o update estão reclamando de travamentos e lentidão com o novo Android 4.3.



Android: patente pretende lançar aplicativos com o aparelho bloqueado

De acordo com o protocolo da Google, ao seguir um padrão rápido, deslizando o dedo sobre a tela, você poderá utilizar diversos atalhos — a câmera, por exemplo — sem precisar desbloquear o telefone.

Por Carlos Eduardo Ferreira em 7 de Agosto de 2013
Android: patente pretende lançar aplicativos com o aparelho bloqueado
Basta executar um padrão rápido com o dedo. (Fonte da imagem: Reprodução/USPTO)




Bloquear o Android significa, geralmente, perder o acesso aos atalhos para aplicativos e funcionalidades do smartphone. Entretanto, caso uma patente arquivada pela Google realmente se concretize em projeto, será possível acessar funções mesmo com o telefone bloqueado — permitindo o acesso rápido, por exemplo, à câmera do aparelho.
A imagem acima é realmente autoexplicativa. Para acessar os aplicativos, você deve deslizar o dedo pela tela, completando o padrão previsto pelo sistema. O documento também menciona padrões personalizáveis, capazes de lançar funcionalidades específicas.
Embora o conceito seja relativamente simples, resta saber se a Google realmente pretende tirar a ideia do papel. Considerando-se que o Android 4.3 traz ainda um modelo tradicional de desbloqueio, parece seguro dizer que, pelo menos, a companhia não tem muita pressa.



Fonte: USPTO

App que traz notificações na tela de bloqueio é lançado para Android

Ferramenta é inspirada na função Active Display presente no Moto X.

Por Nilton Kleina em 8 de Agosto de 2013
App que traz notificações na tela de bloqueio é lançado para Android 
(Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)


Uma das funções do smartphone Moto X, da Motorola serviu de inspiração para um novo e útil aplicativo para Android que chegou recentemente à loja Google Play. Trata-se do ActiveNotifications, que imita o “Active Display” do dispositivo.
A ferramenta faz com que você receba notificações (atualizações, emails, mensagens ou andamento de downloads, por exemplo) em sua tela de bloqueio, sem precisar pegar o tablet ou smartphone e acessá-lo para saber qual a novidade – na maioria dos aparelhos, apenas uma LED pisca quando algo aconteceu, mas não é possível saber a origem ou a urgência do recado.
Criado pela Great Bytes Software, o ActiveNotifications pode ser baixado e instalado de graça, mas há uma versão paga (US$ 0.99) que habilita opções de privacidade e uma agenda. Vale lembrar o aplicativo não pede root e só funciona na versão 4.3 do Android, já que utiliza a função “Notification Listener Service”, até agora exclusiva da última versão do sistema operacional móvel.



Fonte: Google Play

Serviço da Google para rastrear dispositivos Android já está disponível

Anunciado na última semana, Android Device Manager passa a funcionar para aparelhos com Android 2.2 ou superior.

Por Douglas Ciriaco em 7 de Agosto de 2013



Serviço da Google para rastrear dispositivos Android já está disponível 
(Fonte da imagem: Divulgação/Android Blog)



Na última semana, a Google anunciou o Android Device Manager, sistema de rastreamento de dispositivos Android e que ajudaria você a encontrar um aparelho perdido. Nesta quarta-feira (07), em publicação no perfil oficial do sistema no Google+, a companhia informou que ele já está disponível.
Para testá-lo, é preciso ativar a função do sistema que identifica a sua localização (Configurações > Segurança > Administradores de dispositivo). Depois disso, basta acessar o site www.android.com/devicemanager, fazer login com a mesma conta da Google à qual está vinculado o seu aparelho e pronto, já é possível localizá-lo.

Segurança remota

Além do benefício lógico de encontrar um aparelho perdido, caso você não consiga recuperar o dispositivo — se ele foi roubado ou perdido de forma definitiva —, pode apagar todos os dados dele remotamente. Tudo isso é feito pela página do Android Device Manager, informada no parágrafo anterior.

Dificuldade de acesso

Aparentemente, algumas pessoas não estão conseguindo ativar a função em seu aparelho. Mesmo seguindo todas as instruções, o Android Device Manager não funciona. Você conseguiu ativá-lo em seu aparelho?



E já temos o primeiro unboxing do Xbox One

Microsoft ainda revelou que, além do console do Kinect, todo kit virá acompanhado de um headset.

Por Equipe Tecmundo em 8 de Agosto de 2013




O Xbox One chega ao mercado somente em novembro, mas você já pode conferir o conteúdo de sua caixa agora. A Microsoft acaba de liberar um vídeo no qual vemos o icônico Major Nelson fazendo o unboxing do tão esperando console.
E não é que, além de tudo aquilo que já sabíamos que estaria dentro da caixa — o One, o controle e o novo Kinect —, a companhia conseguiu fazer uma pequena surpresa? Conforme apresentado, todo kit já virá acompanhado de um headset para que você possa aproveitar ainda mais a experiência online de seu novo video game.
Além disso, Nelson mostra mais alguns detalhes da estrutura do console. Se todo o material de divulgação nos mostrava apenas a parte frontal do One, o gerente de comunidade revela como é a lateral e a parte traseira do sistema com todos os seus botões e entradas específicas. Você conhecia todas elas?
Outros detalhes também foram divulgados juntamente com o vídeo. Foi revelado que o cabo HDMI que acompanha o Xbox One já tem suporte para transmitir imagens em 3D e também em resolução 4K. Levando em consideração que os primeiro títulos rodarão em 1080p, isso significa que a Microsoft já está se preparando para ir além com seu novo sistema.
Via BJ



Fonte: Microsoft

Intel dá início à construção da primeira fábrica de wafers de 450 mm

Por Equipe Tecmundo em 8 de Agosto de 2013Intel dá início à construção da primeira fábrica de wafers de 450 mm
(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

A Intel acaba de dar o primeiro passo em direção ao que deve ser o padrão da indústria de silício em alguns anos. Trata-se da produção de wafers com 450 milímetros — utilizados para dar forma aos chips utilizados amplamente na fabricação de CPUs e GPUs —, fundição que terá lugar no Módulo 2 da fábrica D1X, em Hillsboro, Oregon (EUA). A nova fábrica deve ser inaugurada em algum momento de 2015.
Os custos do empreendimento, entretanto, vão muito além do que muitos analistas do mercado considerariam “razoável”. De fato, a Intel planeja investir ainda neste ano o montante de US$ 2 bilhões. Embora os custos para expansão de instalações de fundição tenham experimentado um crescimento exponencial desde a famigerada “bolha da internet”, a nova transição de formatos anunciada pela Intel deve mesmo bater um recorde absoluto.

Um passo natural

Intel dá início à construção da primeira fábrica de wafers de 450 mm (Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)
Embora grande parte da indústria veja o salto da Intel em direção aos novos wafers como precipitado, não há como questionar: trata-se de uma evolução necessária para a demanda crescente de componentes eletrônicos. De fato, durante os últimos 12 meses, diversas gigantes do mercado — como IBM, Samsung e GlobalFoundries — tocaram no assunto, embora apenas a TSMC tenha entrado no barco.

As vantagens do salto aos 450 milímetros

Pelo que se pode apreender no momento, a Intel deve mesmo ser a primeira empresa a explorar comercialmente os wafers com 450 milímetros. Mas, qual é mesmo o sentido desse novo passo?
Bem, embora o custo inicial para a implementação do maquinário necessário à fabricação de “bolachas” maiores não seja nada menos do que “obsceno”, fato é que, ao longo do tempo, o investimento passa a poupar cada vez mais — considerando-se, naturalmente, que a produção seja integralmente despachada.
Intel dá início à construção da primeira fábrica de wafers de 450 mm450 mm: compensação a longo prazo e tapa-buraco para os custos crescentes dos 300 mm. (Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)
Conforme explicou a GlobalFoundries, considerando-se determinado tamanho de molde, uma “bolacha” de 450 milímetros é capaz de gerar 3,4 mil chips, enquanto que uma de 300  milímetros dá origem a apenas 1.450. Isso equivale a dizer que uma fábrica com o novo modelo com produção entre 40 e 50 mil wafers por mês equivale a uma de 300 milímetros com 100 mil por mês.
Dessa fora, embora possua um custo inicial elevado, a produção de “bolachas” com 450 milímetros representa uma economia de 20% a 25% em custos produtivos. Além disso, a implementação do formato pode ajudar a compensar a desvantagem crescente oriunda da produção cada vez maior de wafers com 300 milímetros (como mostra o gráfico acima).

Uma escolha acertada?

Embora o salto para as novas dimensões de “bolachas” faça bastante sentido na teoria, é impossível não questionar a escolha da Intel neste momento. Trata-se, é claro, de uma empresa pioneira no que se refere aos próximos movimentos necessários da indústria — tanto pelos wafers de 450 milímetros quanto pelos novos chips de 14 nanômetros.
Intel dá início à construção da primeira fábrica de wafers de 450 mm
Entretanto, conforme dito anteriormente, qualquer prospecção favorável do investimento monstruoso iniciado agora pela companhia leva em conta que toda a produção será despachada. Entretanto, considerando-se que os chips ARM fabricados para o front incrivelmente aquecido dos tablets e smartphones são vendidos por valores entre US$ 10 e US$ 30, é possível colocar em dúvida a hegemonia histórica da Intel.

Adiantando-se para 2028

Com o passar do tempo, será simplesmente impraticável para qualquer apostador do silício manter o formato atual de wafer. De fato, segundo a GlobalFoundries, a nova medida deve ser adotada por aproximadamente 50% das companhias por volta de 2028.
Intel dá início à construção da primeira fábrica de wafers de 450 mmSaltos entre formatos de "bolachas" representam uma demanda natural da indústria. (Fonte da imagem: Reprodução/ExtremeTech)
Trata-se de um passo um tanto mais lento, é verdade. Vale lembrar que a Intel foi pioneira em 2000 ao se lançar ao modus operandi de 300 milímetros (com o P4), padrão que abarcava os mesmos 50% da indústria já em 2009.
Em ambos os casos, trata-se de um passo caro... Mas que confere a invejável vantagem de permanecer uma geração à frente.



Fonte: ExtremeTech

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

45% das empresas brasileiras não têm sites, aponta Cetic.br

Resumo: Levantamento mais recente sobre o mercado corporativo revela dados importantes para o




Segundo estudo realizado com 6.400 empresas brasileiras que empregam ao menos 10 funcionários, apenas 55% delas têm sites. Esta é uma das descobertas do TIC Empresas 2012, publicado nesta terça-feira, 16, pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), órgão ligado ao NIC.br.

O levantamento -- considerado um raio x nacional sobre a adaptação do mercado corporativo à estrutura digital -- mostra que o dado muda de acordo com o porte: 87% das grandes empresas - com mais de 250 pessoas - mantêm páginas institucionais na internet, sendo que nas pequenas companhias a proporção é de 48% e nas médias, de 74%.

Nas redes sociais, a presença é menos maciça. Apenas 36% das empresas possuem perfil em alguma plataforma de relacionamento. Quando analisadas pelo porte, o percentual diminui para as 33% entre as pequenas e aumenta para 43% e 50% nas médias e grandes, respectivamente.
Quanto às atividades nas redes, 78% das empresas publicam notícias relacionadas a elas mesmas; 74% respondem a comentários e dúvidas e 72% publicam conteúdo referente à área de atuação da empresa. Ainda neste contexto, 38% das companhias publicam informações pelo menos uma vez por semana, enquanto 26% atualizam os canais diariamente.

Outros dados coletados dizem respeito ao uso da internet. De acordo com o Cetic.br, 97% das empresas têm acesso à rede e o número de funcionários que utilizam a internet (45%) se aproximou daqueles que usam computador (49%).
A conexão em banda larga baseada na tecnologia DSL, pela rede telefônica, alcançou 65% nesta oitava edição da pesquisa, sua maior taxa. No entanto, o uso da tecnologia de acesso por conexão via cabo apresentou o maior crescimento, passando de 22% em 2008 para 57% em 2012. A conexão via modem 3G está presente em 40% das empresas, 72% de participação nas grandes corporações.


Por Redação Olhar Digital - Em 16/07/2013 às 13h15

Introdução a Informática!